Para quem treina todos os dias, uma das piores coisas é chegar na academia do prédio, ou até mesmo em casa, e ver os aparelhos de academia com algum tipo de problema. Seja por conta da falta de limpeza ou por falha na manutenção. 

Além de ser inconveniente, pois será preciso adaptar o seu treino para o momento, deixar que os aparelhos quebrem por conta da falta de manutenção é gerar um grande prejuízo para o seu bolso. Por isso, é fundamental investir na manutenção dos equipamentos de academia, para evitar grandes dores de cabeça no futuro. 

Mas como fazer a manutenção desses aparelhos? Por qual aparelho começar? As respostas para essas e outras perguntas, estão neste conteúdo. Portanto, leia até o final! 

Tipos de manutenção para equipamentos de academia 

Antes de passar para as dicas de manutenção para equipamentos de academia, vamos falar um pouco sobre os tipos de manutenção. 

Basicamente, existem dois tipos de manutenções para os aparelhos: as corretivas e as preventivas. 

A primeira, como o próprio nome já aponta, é para corrigir os defeitos nas máquinas. Ou seja, é algo que precisa ser feito por um especialista. Por isso, entre em contato com a fabricante dos equipamentos. 

Por outro lado, a manutenção preventiva é aquela que pode ser agendada e ajuda a prevenir problemas futuros no aparelho. Quanto mais você investir nas manutenções desse tipo, menores são os riscos de precisar de uma manutenção corretiva. Ou até mesmo de perder o aparelho.  

Dicas para manter os aparelhos de academia 

Para manter os aparelhos sempre funcionais e também prolongar a sua vida útil, alguns passos são fundamentais e bem simples de fazer. Aqui segue uma lista com 5 dicas do que você precisa fazer para manter os seus equipamentos de academia:  

1. Sempre limpe os equipamentos após os exercícios 

A nossa primeira dica de cuidados com os aparelhos de academia envolve um detalhe bem simples, mas que muitas vezes passa despercebido: a limpeza!  

É claro que, durante os exercícios, suamos bastante. Principalmente em dias mais quentes ou de treinos mais intensos. Porém, você sabia que o suor pode oxidar os metais?  

Pois é, assim como a água, o suor também pode danificar as peças de metal e componentes eletrônicos das esteiras, por exemplo.  

Uma boa alternativa é sempre ter uma toalha, ou uma flanela, para secar o suor dos aparelhos, dessa forma evitando maiores danos.  

Procure também algum tipo de desinfetante ou álcool que possa ser usado para limpar as peças, sem causar problemas com o revestimento.   

2. Dê uma atenção maior aos equipamentos mais usados 

Qual é o equipamento que você mais usa? Os aparelhos da linha cardio e os de força normalmente são os mais utilizados. Por isso é bem possível que eles apresentem problemas com mais frequência do que os outros.  

Então, é interessante sempre ficar de olho na performance dessas máquinas, já que elas podem apresentar problemas durante o uso e causar, até mesmo, machucados no usuário.  

3. Leia os manuais  

Não temos esse costume, pois boa parte dos aparelhos hoje em dia, são amigáveis e fáceis de navegar.  

Mas, ler os manuais dos equipamentos que compramos é muito importante, pois nele há informações importantes para a manutenção e cuidados com o produto específico.  

Portanto, não ignore esse material ao receber um equipamento em casa!  

4. Mantenha os equipamentos bem lubrificados  

Até mesmo os melhores equipamentos do mercado, precisam de cuidados para que não sofram com o desgaste do tempo. Um desses principais cuidados é com a lubrificação das juntas dessas máquinas.  

Tanto as esteiras quanto as estações de musculação precisam de um pouco de óleo de tempos em tempos para funcionar sem fazer aqueles ruídos de engrenagens velhas.  

Para esse propósito existe o silicone líquido para os equipamentos de academia, que servem para lubrificar todos os tipos de aparelhos que você tem em casa. 

Por possuir compostos específicos para o material das esteiras, bikes e outras máquinas, esse silicone é um investimento perfeito para garantir a vida útil e a proteção dos equipamentos.  

Porque ele evita o desgaste das peças e também melhora o seu desempenho durante atividade física.  

5. Mantenha a umidade e a temperatura do ambiente controlada  

Por fim, a nossa última dica de cuidados com os aparelhos de academia está relacionada com o ambiente da sua academia. Como já mencionamos, a água é um dos principais agentes corrosivos do metal.  

Por isso, um ambiente em situações desfavoráveis pode levar à degradação do material dos equipamentos. A umidade relativa do ar, assim como a temperatura, precisam estar bem estáveis, nem muito baixa, nem muito alta.  

O ideal é encontrar os níveis adequados e balanceados de temperatura e umidade. Normalmente, os manuais possuem esse tipo de informação, então fique de olho nesse material.  

O ambiente perfeito para os equipamentos fiquem é aquele bem arejado e longe do sol, para evitar maiores danos e desgastes.  

Enfim, essas são as nossas dicas de cuidados com os aparelhos de academia.  

Se você tiver qualquer dúvida sobre os seus equipamentos da Athletic, lembre-se de que temos vários conteúdos aqui no blog.  

E também é possível entrar em contato com os nossos vendedores. Estamos sempre dispostos a te ajudar!  

Leia também: O que levar em consideração ao escolher aparelhos de academia 

Deixe um comentário