Quem nunca incluiu o Projeto Verão nas metas de Ano Novo que atire o primeiro haltere! Afinal, a rotina de exercícios físicos, o corpo em forma e uma alimentação mais saudável são os itens que encabeçam qualquer lista de objetivos. Mas será que é tão simples assim se preparar para a nova estação? 

A resposta pode variar muito. Isso porque tudo depende da motivação e da realidade de cada pessoa. 

Ter o corpo ideal não é um processo tão rápido e demanda muito empenho e dedicação. Além, é claro, de ter que abrir mão de muitas coisas com as quais já estamos acostumados. É mais do que uma mudança de hábitos, entrar em forma é também uma mudança de mentalidade e nem todo mundo enxerga o valor desse processo. 

Quando o foco do Projeto Verão é apenas entrar em forma e ter um corpo “bonito”, a probabilidade de desanimar logo nos primeiros meses é enorme. Isso porque ter um corpo em forma não deve ser o objetivo, mas sim uma consequência. Ou seja, o corpo ideal é diferente para cada pessoa e apenas um reflexo da boa saúde tanto física quanto mental. 

As pessoas que estão em constante movimento, praticando exercícios físicos, se alimentam de forma equilibrada, ingerem todas as vitaminas e nutrientes que o corpo precisa, dormem bem e bebem bastante água terão, consequentemente, um corpo forte, “magro” e saudável. 

Corpo magro é sinônimo de corpo saudável? 

Não necessariamente. Quando nos referimos ao corpo magro, estamos falando sobre um corpo livre de gorduras em excesso e constituído principalmente por massa magra, em outras palavras, músculos fortalecidos. Portanto, nem toda pessoa magra é saudável, como nem toda pessoa corpulenta precisa “entrar em forma”. 

Há uma série de fatores genéticos e ambientais que influenciam na definição do corpo ideal e, por isso, adotar um modelo único ou “o corpo dos sonhos” é a receita perfeita para o desânimo e a desistência. E vamos explicar o porquê! 

O corpo humano é inteligente 

Parece estranho dizer que o nosso corpo é inteligente. Mas a questão é que toda a natureza funciona de forma inteligente, equilibrada e harmoniosa. Por exemplo, pessoas com algum tipo de intolerância geralmente se sentem indispostas só por sentir o cheiro do alimento, assim como nosso sistema imunológico se adapta cada vez que entra em contato com um vírus diferente. 

No processo de emagrecimento não é nada diferente. A gordura observada “do lado de fora” é apenas uma fração da gordura acumulada em nossos órgãos vitais, o que prejudica nossa saúde e resulta em uma série de doenças que se tornam cada vez mais frequentes. Por isso, ao iniciar uma nova rotina de cuidados pessoais, com alimentação saudável e exercícios físicos, esses órgãos mais importantes (aquilo que nos mantém vivos) são os primeiros a aproveitarem os benefícios da queima de gordura. 

Portanto, ainda que logo nos primeiros meses todo o esforço pareça não surtir muito efeito, não se preocupe! Seu corpo sabe exatamente por onde começar a mudança e, muito em breve, isso será refletido no corpo em forma do lado de fora também. 

Com isso em mente, é hora de deixar de lado o foco no emagrecimento e focar nos cuidados para se preparar para a estação. Que tal uma nova proposta de Projeto Verão? Vem com a gente! 

Projeto Verão 2023: como cuidar da sua saúde na estação mais quente do ano 

O verão é, de longe, a estação mais amada de todas! E não é para menos: praia, piscina, sol, festas de final de ano, Carnaval, dias mais compridos, noites mais quentes e por aí vai. A lista é longa! Entretanto, também é uma das estações que mais exigem cuidados especiais com a saúde e com o corpo. 

Se você quer se manter saudável e entrar em forma de maneira equilibrada neste verão, acompanhe as nossas próximas dicas e adote novos hábitos transformadores para a sua rotina! 

Beba água 

projeto verão

Esta pode ser uma dica bem batida, afinal, todo mundo já sabe que é preciso aumentar ainda mais o consumo de água durante o verão e garantir a hidratação do corpo nos períodos mais quentes do dia. Porém, muita gente também se surpreenderia ao descobrir que a maioria das pessoas não chega nem perto da quantidade ideal de consumo diário de água. 

E não estamos aqui falando sobre aquele mito dos 2l. Isso porque estudos comprovam que a quantidade necessária de água varia de pessoa para pessoa, ou seja, mesmo quem consegue bater a meta das quatro garrafinhas de água pode estar bem longe do que realmente precisa. E como saber quanta água precisamos beber? Esse cálculo é feito levando em consideração algumas características físicas de cada pessoa e, por isso, o ideal é buscar a orientação de um profissional especializado, como um médico ou nutricionista. 

Mas de forma geral, a recomendação é beber água sempre que possível e nunca esperar a sede dar sinal. Isso porque a sede é um dos sintomas da desidratação e, quando já chegamos a esse ponto, é porque nosso corpo já está a ponto de pedir ajuda. Dores de cabeça, sono excessivo e pele seca também são alguns dos sintomas da falta de água. 

Para ajudar, experimente deixar sempre uma garrafinha perto de você. Logo beber água será um hábito e você fará isso no automático! 

E sobre os benefícios de beber água, podemos citar alguns bem importantes: melhora nas funções cerebrais e no funcionamento dos órgãos do corpo, auxílio na digestão (principalmente no verão que nosso metabolismo costuma desacelerar) e hidratação dos tecidos do corpo (como a pele, por exemplo). 

Consuma alimentos mais leves e ricos em água 

São muito frequentes os casos de indigestão no verão. Principalmente depois das festas e comemorações com consumo excessivo de alimentos mais gordurosos e de difícil digestão. Devido às altas temperaturas, nosso metabolismo pode desacelerar e, consequentemente, nossa digestão costuma ficar mais lenta. 

Por isso, procure ingerir alimentos mais leves, com uma concentração maior de água (como saladas, melancia, melão, abacaxi etc.) e de fácil digestão. É claro que considerando seu plano alimentar e o consumo de todos os nutrientes que seu corpo precisa. 

Alimentos gelados também são uma ótima opção para refrescar nos dias mais quentes. Recomendamos sucos naturais concentrados, salada de frutas gelada, sorvetes naturais com frutas congeladas etc. 

Ah, e ainda que no verão você sinta menos fome, evite pular refeições! Além de prejudicar seu plano alimentar, é possível que o consumo de alimentos seja exagerado na próxima refeição. 

Durma bem 

Sabemos que as noites de verão são perfeitas para passear e aproveitar o clima, entretanto, evite substituir suas horas de sono por qualquer outra atividade. Um dos segredos para uma vida mais saudável é a qualidade do sono. 

Afinal, é durante o sono que sua imunidade é fortalecida, seus tecidos se regeneram, acontece a síntese proteica que aumenta a massa muscular, os hormônios fundamentais para o bom funcionamento do corpo são produzidos, sua memória é consolidada e a digestão dos alimentos acontece. 

Um adulto geralmente precisa de uma média de 8 horas de sono por dia, porém de forma contínua. Horas de sono fracionadas não equivalem a uma boa noite de sono sem interrupções e não oferecem as mesmas vantagens e benefícios. Por isso, priorize a qualidade do seu sono e descanse seu corpo e sua mente. 

  • Evite comer logo antes de dormir ou praticar exercícios físicos; 
  • Procure um lugar confortável, com temperatura estável, baixa luminosidade e silencioso; 
  • Tente praticar atividades que descansem a mente antes de dormir, como ler um livro, ouvir uma música calma ou praticar meditação. 

Ao adotar esses hábitos, você perceberá que há mais disposição no dia seguinte e que seu corpo e mente estão de fato descansados. 

Evite horários de pico no sol e use protetor solar 

Cuidar da pele é muito importante em todas as estações do ano, mas especialmente no verão. Isso porque o calor excessivo e a incidência maior de raios solares, além de causar sérias queimaduras, podem resultar em doenças mais graves a longo prazo. Portanto, evite ficar sob o sol nos horários de pico, entre às 10 e às 16 horas e, sempre que sair de casa, passe protetor solar. 

Mesmo em casa, na verdade, é importante contar com a ajuda do protetor. Isso porque a temperatura quente também pode prejudicar a pele e a luz artificial causa leves danos que, somados com o passar do tempo, podem causar problemas. 

Se possível, invista no uso de bonés e chapéus e, dependendo do lugar onde estiver, conte com o apoio de uma sombrinha. 

Pratique exercícios físicos 

projeto verão

Ainda que possa bater aquele desânimo só de pensar em encarar os exercícios físicos no calor, não desista! A prática de atividade física frequente é essencial para o fortalecimento do seu corpo e organismo, além de oferecer uma série de benefícios para a sua saúde mental. 

Por isso, invista em atividades ao ar livre, como corrida ou bicicleta, ou procure ambientes mais frescos e arejados da casa para o uso da esteira e da bicicleta ergométrica. Se você costuma treinar em uma academia, é possível que lá tenha ar condicionado ou algum outro tipo de ventilação para melhorar o clima do local. 

Não se esqueça também de usar roupas mais frescas e confortáveis e, claro, manter a hidratação antes, durante e após os exercícios. Ah, e a alimentação também é muito importante, então substitua suas refeições habituais por alimentos mais leves. 

Gostou das nossas dicas para o Projeto Verão 2023? Então leia: 5 passos para uma vida mais saudável 

Deixe um comentário